Estimativa é de 3,21%, acima dos 3,08% projetados no mês passado; reformas e vacinação podem ter impacto. Previsão para inflação chega a 5,06%

Analistas do mercado financeiro revisaram para cima, pela terceira semana seguida, a estimativa de crescimento da economia brasileira. Segundo o Boletim Focus, o Produto Interno Bruto (PIB) deve fechar o ano em 3,21%, acima dos 3,14% projetados na semana passada e dos 3,08% há um mês. No início de 2021, entretanto, o mercado chegou a estimar alta de 3,50%. Os dados são do relatório Focus, divulgados nesta segunda-feira, 10.

A magnitude da pandemia no país e a vacinação, que até então caminhava a passos lentos, pesam nas estimativas.  Com o andamento da campanha de imunização e restrição menor de estados e municípios, foi aberto espaço para uma perspectiva melhor. Vale lembrar que dados de atividade econômica nos dois primeiros meses do ano também vieram acima de estimativas, o que contribui para a projeção de um desempenho melhor.

A estimativa do mercado financeiro é mais tímida que a de agentes internacionais. O FMI, por exemplo, vê crescimento de 3,7% na economia brasileira após o choque de -4,1% em 2020. Para 2022, o subiu a previsão de alta do PIB de 2,31% para 2,33%.

Vale lembrar que a volta da atividade econômica depende do andamento das reformas, essencial para melhorar o ambiente de negócios e para destravar investimentos, estimulando assim a recuperação. Há sinalizações do Congresso sobre reforma administrativa, que deve ter o relatório apresentado nesta semana. A tributária, que teve parecer lido, foi alvo de uma manobra do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), que dissolveu a comissão. Com isso, o relatório deixou de ter validade, abrindo espaço para reformas via projeto de lei, como deseja o ministro da Economia, Paulo Guedes.

Leia mais em: https://veja.abril.com.br/economia/mercado-financeiro-revisa-para-cima-a-previsao-de-crescimento-do-pib/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *