Notícia

Mercado Financeiro em Alta Resistindo a Tensão Internacional

Índices futuros da Ásia estão em baixa, com retaliação da China ao governo dos EUA. Ibovespa futuro +0,15%, Dólar a R$ 5,2259.

A bolsa da Coreia do Sul cai -0,57%.

Em Em Hong Kong, a desvalorização é de -1,96%.

No Japão, baixa de -0,51%.

Na China, governo ordenou hoje o fechamento de consulado norte-americano em Chengdu. Medida foi tomada em retaliação à ordem de fechamento do consulado chinês em Houston, Texas, nos EUA Segundo comunicado do Ministério das Relações Exteriores do país asiático, trata-se de uma resposta legítima e necessária às medidas irracionais dos EUA.

Na Austrália chegou a -0,23%. Os índices futuros das bolsas europeias estão em baixa nesta sexta-feira

Na Alemanha, o índice caía -0,67% e na Espanha -0,92% pouco depois das 9 horas.

Na França, a desvalorização era de -1,14% e no Reino Unido -1,21%. Na Europa, comissário de Economia da UE, Paolo Gentiloni, afirmou que pagamento do fundo de recuperação, aprovado nesta semana em reunião de cúpula dos líderes do bloco, deve começar no segundo semestre de 2021.

Os índices futuros de Nova York estão no terreno negativo agora de manhã. Pouco depois das 9 horas, o índice de -0,34% e -0,95%.

O índice do medo que calcula a volatilidade das principais ações do mercado financeiro americano chegou aos 29,23 pontos, com alta de +1,58%. Já no Brasil, o índice futuro do sobe +0,15%, mostrando um otimismo no mercado financeiro hoje.

O Índice de Fundos Imobiliários tem baixa de -0,10%.

No mercado financeiro, Cyrela anunciou ontem que pagará R$ 98,7 milhões em juros sobre capital próprio em dezembro, para quem tiver ações até 23 de julho.

Veja aqui a agenda de divulgação de resultados de todas as empresas listadas na bolsa de valores para o segundo trimestre de 2020. No mundo corporativo, Eneva informou ontem que fará nova proposta para aquisição da AES Tietê. Valor estimado da operação é de R$ 7,5 bilhões, a ser pago em dinheiro e ações. Na economia, FGV divulgou hoje que Índice de Confiança do Consumidor registrou crescimento de +7,8 pontos em julho atingindo o total de 78,8 pontos.

Esse o terceiro mês consecutivo de alta e o ICC aproximou-se dos níveis pré-pandemia. IPCA-15 teve alta de +0,30% em julho, na comparação com o mês anterior. Porém, resultado ficou abaixo das expectativas dos economistas do mercado financeiro, que, segundo compilação da Bloomberg, era de +0,52%.

Na política, presidente da Câmara, Rodrigo Maia, manifestou-se em tom conciliador. Ao lado de Paulo Guedes, Maia declarou que sempre teve uma enorme confiança no ministro e que é preciso afastar ruídos sobre relação entre a Câmara e o governo federal.

O dólar comercial hoje (24/07) opera em alta com variação positiva de +0,28%. 

Fonte: comoinvestir.thecap.com.br/mercado-financeiro-em-alta-resistindo-a-tensao-internacional/