Notícia

Fluxo Cambial no Brasil preocupa mercado financeiro

O Índice do Fluxo Cambial Estrangeiro no Brasil, foi divulgado recentemente pelo Banco Central. O indicador mostra a quantidade de fluxos de capital, que são investidos no país por estrangeiros. Além disso, os fluxos de capital são essenciais para os mercados de desenvolvimento e emergentes, pois está ligado à entrada de dinheiro externo. No mês de junho, foi registrado um fluxo cambial negativo de US$ 2,885 bilhões. Nos dias 6 a 10 de julho ficou negativo em US$ 1,978 bilhão. Assim no acumulado de 2020, o fluxo cambial está negativo em US$ 14,913 bilhões. O saldo se divide entre déficit de US$ 41,648 bilhões na conta financeira e superávit de US$ 26,735 bilhões na conta comercial.

Daniela Casabona, Sócia-Diretora da FB Wealth, explica que para o próximo censo é possível continuarmos com essa forte instabilidade, já que o fluxo de capital estrangeiro vem caindo desde antes da pandemia. “Se pensarmos nesse cenário, não teria nenhuma justificativa para que o fluxo aumente, principalmente agora com uma forte aversão a risco e aumento de número de casos de novo coronavírus (covid-19), que traz uma imagem bastante negativa e preocupante para o país”.

Casabona também alerta em relação a como a moeda real pode voltar a se valorizar e como é importante a atuação do Banco Central. “O mundo está passando por uma forte liquidez com os incentivos dos governos, porém os emergentes só vão ter espaço quando o vírus estiver mais controlado, se isso acontecer conseguiríamos ter um maior controle e valorização da moeda, mas não acredito que seja um resultado para curto prazo. O Banco Central terá que atuar muitas vezes ainda se não quiser deixar o câmbio flutuar”, finaliza.

Fonte: ultimoinstante.com.br/ultimas-noticias/economia/financas-pessoais/fluxo-cambial-no-brasil-preocupa-mercado-financeiro-diz-analista/325722/#ixzz6STs8TXAi