Notícia

Demissões e mudanças no mercado financeiro estão em ‘espera’ durante a pandemia

Foto: GettyImage

CFA Institute, associação global de profissionais de investimentos, fez um estudo com seus membros ao redor do mundo, inclusive do Brasil, para saber quais as expectativas para e recuperação econômica mundial pós-crise gerada pela covid-19. Quando perguntados sobre a perspectiva para os empregos na área de finanças – já que a pandemia está dizimando vagas e empresas nos mais variados setores – a maioria dos entrevistados disse não ter visto ainda grandes mudanças ou demissões em suas empresas.

De acordo com os dados levantados, parece muito cedo para dizer se a crise atual terá um impacto significativo nos empregos financeiros. A maioria das empresas parece estar no modo de espera ou recorreu apenas ao congelamento de vagas por enquanto, à espera de um cenário mais claro. No entanto, uma proporção não insignificante de profissionais está preocupada com a segurança no emprego a curto prazo.
Veja os principais resultados:
Mais da metade dos entrevistados (54%) relata que sua empresa não iniciou nenhuma alteração específica em seu plano de contratação e 36% relatam um congelamento na contratação. Apenas 9% disseram que a empresa está demitindo e 3% afirmaram que está contratando.
“É claro que essa situação pode mudar nas semanas e meses seguintes à medida que os detalhes dos programas de assistência se tornarem mais claros e possamos observar a natureza real de qualquer recuperação econômica”, disse a entidade no relatório.

Fonte: valorinveste.globo.com/objetivo/empreenda-se/noticia/2020/07/10/demissoes-e-mudancas-no-mercado-financeiro-estao-em-espera-durante-a-pandemia.ghtml